Ministra Damares se diz “impactada’ com protocolo utilizado em Floriano

Chegou ao fim a reunião entre a ministra Damares Alves, o prefeito Joel Rodrigues e a equipe de médicos do Hospital Tibério Nunes na cidade de Floriano. Ao sair do encontro, Damares afirmou que ficou “impactada” com as informações repassadas pela equipe médica que atua na instituição de saúde.

Durante a reunião, a ministra foi apresentada ao protocolo de tratamento dos pacientes com covid-19.  No município, há a  distribuição de kit de hidroxicloroquina e azitromicima para pacientes fazerem o tratamento em casa e tem conseguido bons resultados. O uso dos medicamentos de forma domiciliar só podem ser feitos com prescrição médica em pacientes com sintomas leves e com acompanhamento de equipes de saúde. O Hospital Tibério Nunes também está usando hidroxicloroquina e azitromicima, além de corticoides.

“Todo mundo aqui resolveu arregaçar as mangas  e salvar vidas de uma forma extraordinária.  Estou saindo de Floriano impactada com o que vimos. Há uma união da Secretaria de Saúde, dos médicos, é uma união de forças salvando vidas. Graças a decisão do prefeito e dos médicos de desafiarem e resolverem salvar vidas”, destacou.

O prefeito de Floriano, Joel Rodrigues, destacou a parceria entre os gestores da saúde da cidade e a equipe médica.

“É uma alegria poder receber a ministra e sua comitiva. Estamos juntos com os profissionais de saúde na execução de um importante protocolo. Há uma integração com a atenção básica. É um protocolo importante que salva vidas”, destacou.

Atualizada às 10h29, desta quinta-feira (14)

A ministra Damares Alves participa de videoconferência com a equipe médica que atual no Hospital Tibério Nunes, em Floriano. A reunião conta com a participação da médica Marina Bucar Barjud, que trabalha na linha de frente no combate à doença no Hospital HM Puerta del Sur, em Madrid, na Espanha. Ela tem orientado na aplicação do protocolo médico adotado no município.

Logo após a videoconferência, Damares deve realizar um pronunciamento e, em seguida, deixa a cidade de volta à Brasília.

Atualizada às 08h50, desta quinta-feira (14)

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, desembarcou na Capital no início da manhã desta quinta-feira (14). Do aeroporto de Teresina, acompanhada da advogada Rubenita Lessa, ela seguiu para Floriano onde vai conhecer a experiência com o uso da cloroquina no tratamento da Covid-19.

“O objetivo  é salvar vidas. Vamos conhecer o protocolo, acompanhar o trabalho da equipe médica e daqui para o Brasil inteiro salvando vidas. Que Deus abençoe o Piauí”, disse a ministra.

Foto: ascom prefeitura de Floriano

Por volta de 8h30, Damares chegou ao município de Floriano onde se reunirá com prefeito Joel Rodrigues, participará de videoconferência com a médica Marina Bucar Barjud, se reunirá com conselheiros tutelares e por último visita o  Hospital Regional Tibério Nunes.

Foto: Marcos Correa/PR

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, visita nesta quinta-feira (14) o Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, para conhecer os protocolos adotados na cidade para o tratamento de pacientes com covid-19.

Os tratamentos em Floriano têm chamado atenção da classe médica e do Palácio da Alvorada. Há 20 dias, a Secretaria Municipal de Floriano, está distribuindo kit de hidroxicloroquina e azitromicima para pacientes fazerem o tratamento em casa e tem conseguido bons resultados. O uso dos medicamentos de forma domiciliar só podem ser feitos com prescrição médica em pacientes com sintomas leves e com acompanhamento de equipes de saúde. O Hospital Tibério Nunes também está usando hidroxicloroquina e azitromicima, além de corticoides.

A ministra chega acompanhada de técnicos dos ministérios da Saúde e de Ciência e Tecnologia (MCTIC). A comitiva desembarcará por volta das 8h e retorna a Brasília por volta das 12h.

O objetivo da viagem é conhecer o protocolo de atendimento aplicado pelo médico Justino Moreira no tratamento à Covid-19 e que, segundo ele, têm alcançado êxito na recuperação dos infectados.

O tratamento conta com a orientação da médica Marina Bucar Barjud, que trabalha na linha de frente no combate à doença no Hospital HM Puerta del Sur, em Madrid, na Espanha.

A ministra e as equipes dos ministérios devem realizar uma videoconferência com a médica Marina Bucar.

Acompanham a ministra pelo Ministério da Saúde o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovações e Insumos Estratégicos em Saúde, Antonio Carlos Campos de Carvalho, e a diretora do Departamento de Ciência e Tecnologia da Pasta, Camile Sachetti. Pelo MCTIC estará presente Sávio Raeder, diretor do Departamento de Políticas e Programas de Ciências.

Flash Yala Sena
Fonte: Cidadeverde.com

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui