Hospitais filantrópicos do Piauí receberão recursos do Governo Federal

Ministério da Saúde publicou portaria no último dia 01 no Diário Oficial da União autorizando o repasse de mais de R$ 15 milhões às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Piauí. O recurso emergencial faz parte dos R$ 2 bilhões que serão transferidos ao setor filantrópico em todo o país para ações de combate à pandemia do coronavírus. As entidades contempladas com o repasse ficam localizadas em Teresina, Parnaíba, Pedro II, Marcolândia, Paulistana e Campo Maior.

Leia também: Deputado destina R$ 8,4 mi em emendas para saúde

A quantia representa o maior valor já conseguido pelo setor junto ao poder público até então. É importante ressaltar que as Santas Casas e hospitais filantrópicos desempenham um papel relevante na prestação de serviços de saúde especializados e reforçam a rede de atendimento aos pacientes com covid-19. Aqui em Teresina, por exemplo, um dos estabelecimentos que vai receber parte dos recursos do Governo Federal é o Hospital São Marcos, que concentra a Associação Piauiense de Combate ao Câncer.

Fundado em 1953, o São Marcos presta assistência social e serviços de saúde em oncologia sendo referência no país.  O recebimento da ajuda do Governo Federal representa não só a garantia de funcionalidade do atendimento aos pacientes que buscam a unidade, como também a possibilidade de ampliação do parque tecnológico do hospital.


O Hospital São Marcos é uma das entidades que vai receber o recurso do Governo Federal em Teresina – Foto: Reprodução

É o que explica George Paiva, diretor financeiro do São Marcos: “O momento é delicado para todas as instituições filantrópicas do país e a liberação desses recursos vem trazer uma enorme contribuição e equilibrar a diminuição de receita e aumento dos custos com o qual temos que lidar, além de garantir a funcionalidade e o atendimento aos pacientes oncológicos e garantir a sustentabilidade financeira da instituição”.

Hospitais filantrópicos atuam na linha de frente no combate à pandemia

Além de retaguarda no atendimento às demais especialidades médicas, os hospitais filantrópicos também estão inclusos na linha de frente no combate à pandemia do novo coronavírus. O Hospital São Marcos, por exemplo, foi o primeiro do Estado a separar os leitos específicos para covid e garantir atendimento especializado aos pacientes contaminados que buscassem a unidade.

Fora disponibilizados 20 leitos de UTI e 26 leitos de apartamentos, além de 11 leitos de observação no pronto atendimento. Importante lembrar que o hospital também atende a pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) atendendo aos pacientes oncológicos que são encaminhados pelo sistema.

Comentários no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui